Publicado por: Amália Sousa | Setembro 7, 2008

Detergentes (2)

Resumidamente, podemos dizer que há dois grandes grupos de detergentes:

-Os saponáceos (sabão com  aditivos)

-Os sintéticos (feitos com matérias primas derivadas do petróleo)

Relativamente a estes segundos, podemos distinguir:

-Os iónicos, que por sua vêz podem ser aniónicos (se libertam cargas negativas) ou catiónicos (se libertam cargas positivas).

-Os não iónicos, que podem ser etoxilatos ou enzimáticos.

O princípio activo inovador e mais importante dos detergentes enzimáticos, como o próprio nome diz, são as enzimas.

Enzimas são substâncias bioquímicas (proteínas) que têm a propriedade de promover transformações específicas em outras substâncias bioquímicas, como as proteínas, gorduras e açúcares.
São proteínas que agem como catalisadores nas reações bioquímicas, aumentando a velocidade das mesmas, decompondo estruturas moleculares complexas em estruturas mais simples, facilitando a sua dissolução.

As enzimas têm a capacidade de agir sobre o sangue, gordura, muco, saliva, proteínas em geral, produzindo um substrato mais fácil de ser removido pelos agentes de limpeza, tornando mais efetiva a ação dos mesmos.

O processo de digestão de alimentos que ocorre no nosso organismo, dá-se essencialmente à base de enzimas que decompõem as estruturas moleculares complexas em estruturas simples podendo então ser dissolvidas e absorvidas pelas células dos intestinos.

As enzimas que fazem isto são basicamente de três tipos:

Proteases: decompõem as proteínas.
Amilases: decompõem os polissacarídeos (açúcares com moléculas muito grandes).
Lipases: decompõem as gorduras.
 

 Os detergentes enzimáticos fazem um processo semelhante ao da digestão, mas de forma rápida.

As enzimas são mais eficientes sobre a matéria orgânica do que os detergentes iónicos, pois agem de forma específica, não danificando os materiais a limpar.

Os maiores problemas do detergente comum são:  
Actuação prioritária sobre gorduras e óleos; as proteínas e açúcares são fracamente afetados pela atividade dos iõens livres;
 
   
Acção lenta sobre a matéria orgânica, tornando necessária a escovação. 
   
Os iõens livres, que propiciam a eliminação das sujidades (restos orgânicos), também atacam os materiais a limpar. 

 Os detergentes comuns não possuem atividade específica sobre as impurezas orgânicas e o seu uso constante provoca desgaste, abrasão e corrosão nos materiais.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: