Publicado por: Amália Sousa | Setembro 18, 2008

Os professores de química e o Sr. Alcino

Sempre que se fala em Alcanos, Alcenos e Alcinos, não posso deixar de me lembrar do senhor Alcino.

Quando eu era menina, a estrutura do ensino básico não era como hoje; só tinham acesso ao estudo dois tipos de pessoas: Os que tinham pais ricos, ou os que tinham muita vontade (o BES ainda não existia…).

Aqueles que não tinham pais ricos, mas tinham muita vontade, normalmente não se aventuravam pelo Liceu; o Liceu destinava-se áqueles que tinham possibilidade económica para fazer um curso superior, o que implicava uma despesa incomportável para as famílias dos então chamados operários.

A selecção era feita logo após a 4ª classe; estes meninos oriundos de famílias que não eram abastadas, mas que pretendiam ir um pouco mais além, eram encaminhados para a Escola Técnica.

Na Escola Técnica, após o Ciclo Preparatório, correspondente ao que é hoje os 5º e 6º anos, teriam de fazer uma opção: Curso Comercial ou Curso Industrial.

O Curso Comercial formava pessoas que aos 15 anos de idade deveriam estar aptas a trabalhar num escritório, fazer o expediente, a contabilidade etc.

Os Cursos Industriais eram vários: Mecânica, Electrotecnia, Serralharia, Química e… Formação Feminina.

Que maturidade deveria ter um adolescente de 15 anos nessa época…

Bem, mas afinal quem era o senhor Alcino?

É que eu frequentei o Curso Industrial de Química, o currículo era fundamentalmente preenchido com aulas práticas de laboratório.

Era aí que estava  senhor Alcino! Tinha uma função que já não existe, era Preparador de Laboratório.

Era o senhor Alcino que preparava os materiais e os reagentes que utilizávamos nas experiências, certamente tinha nascido para isso, dado o seu nome.

Quando íamos para o laboratório, prendiamos os cabelos, vestiamos as nossas batas de laboratório e lá estavam os materiais necessários todos alinhadinhos para a aula. A “coisa” era séria.

Não sei o que foi feito do senhor Alcino, provávelmente já foi para a reforma, mas a verdade é que não foi substituído.

Talvez os Professores de Ciências Físico Químicas possam, eles próprios fazer o trabalho do senhor Alcino.

Talvez, depois dos 22 tempos lectivos correspondentes a 6 ou 7 turmas, por vezes de 2 ou 3 níveis diferentes, com cerca de 25 alunos cada, o que corresponde a cerca de 300 testes para corrigir por período, a várias reuniões intercalares, mais as de avaliação, para não falar das reuniões de Conselho disciplinar e as de Conselho de Grupo, isto se não tiver a seu cargo uma Direcção de turma….

…Talvez o Professor de Ciências Físico Químicas consiga, ainda, preparar as suas experiências, já que lecciona uma disciplina essencialmente prática… ou estou enganada?


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: