Publicado por: Amália Sousa | Setembro 25, 2008

Água no fabrico de sabão

A  água que se utiliza no fabrico do sabão, tem a função de dissolver a soda cáustica, e de ser o meio onde ocorre a saponificação.

Depois de curado, um sabão pode conter cerca de 15% de água.

A quantidade de água a utilizar varia entre cerca de 35% a 45% do peso total dos componentes a utilizar.

Para fazer sabão há que ter em conta a qualidade da água que se utiliza.

A água pode ser mais ou menos dura; uma água dura é aquela que contém um elevado conteudo de catiões cálcio, magnésio ou outros.

Os catiões cálcio e magnésio originam a precipitação dos sabões.

Se a água contiver um excesso de iões sódio, também pode provocar a precipitação dos sabões devido ao efeito do ião comum.

Para o fabrico de sabão, deve usar-se água o mais branda possível.

Normalmente, a água da rede, contém cloro dissolvido para evitar contaminações bacterianas; o cloro é  oxidante, pelo que pode afectar alguns óleos. Por este motivo, recomenda-se ferver a água e deixar arrefecer tapada, antes de utilizar no fabrico do sabão.

Agua desmineralizada: é água à qual se retiraram os catiões com 2 ou mais cargas, cálcio Ca++ e magnésio Mg++,  e deixaram os de  uma carga como o sódio Na+ e o potássio K+, utilizando resinas de intercambio iónico.

Esta água é uma boa escolha para o fabrico de sabões.

Água destilada e bidestilada: São tipos de água que se obtém mediante destilacão seguida de condensação. Estas águas são caras, e não são fáceis de conseguir.

Não é necesário utilizar  água destilada  no fabrico de sabão.

Água da chuva: é uma água que se recolhe logo após os primeiros minutos de chuva, para assegurar a limpeza do ar.

Esta água tem características muito semelhantes à água destilada,  é uma água que poderá ser utilizada no fabrico de sabões, se for recolhida em zonas que se encontrem distantes de focos de poluição atmosférica.

A eventual contaminação bacteriana da água, também é um factor a ter em conta, apesar de não apresentar riscos graves, devido ao facto de o processo de fabrico proporcionar um meio fortemente básico, onde se torna impossível a vida bacteriana.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: